domingo, 23 de novembro de 2008

Corrimento: a doença e a cura

A primeira condição para viver melhor é conhecer o próprio corpo.

Muitas vezes, a simples observação dos órgãos genitais e roupas íntimas, leva ao encontro de um corrimento, que pode significar que sua saúde não está bem.

Mas, nem sempre corrimento significa doença. Isto porque a vagina é composta por uma flora que contém bactérias, fungos, bacilos e outros microorganismos. Neste ambiente há produção de um conteúdo ácido, inodoro e claro, cuja função, é proteger contra infecções.
Quando a mulher está ovulando ocorre maior secreção ( clara e sem odor) para facilitar a fecundação . As meninas que usam anticoncepcionais, também podem apresentar uma secreção tipo muco mais espesso..É normal.

Mas, existem infecções genitais que causam vários tipos de corrimento.

As doenças mais frequentes são: a vaginose bacteriana; a candidíase e a tricomoníase.



1) candidíase(monilíase)
Tem como agente causador , na maioria das vezes , um fungo da espécie Cândida que em condições normais faz parte da flora vaginal. O problema é quando o meio vaginal se torna mais ácido, favorecendo a sua proliferação.
Sintomas: coceira vulvar, dor, inchaço, vermelhidão, ardor ao urinar e presença de corrimento branco semelhante a leite coalhado.Tem piora na fase pré-menstrual.
Tratamento: Fluconazol; Itraconazol ou Cetoconazol, podem ser associados a cremes intravaginais: nistatina; butoconazol2%; clotrimazol1%; Isoconazol1% e etioconazol.Também vale a pena, banhos de assento com bicarbonato de sódio: 30 a 60 g dissolvidos em 1l de água.


2)Vaginose Bacteriana
É uma doença caracterizada pela substituição dos lactobacilos normais da vagina, por bactérias anaeróbicas como a Prevotella sp.;Mobiluncus sp.;Gardnerella vaginalis e Mycoplasma hominis. Provoca um corrimento amarelado ou branco-acinzentado com odor forte.Este cheiro piora após o coito ou durante a menstruação.Também pode haver: dor durante a relação;ardor ao urinar e coceira.
Entretanto, 50% das mulherem não tem nenhum sintoma.

Na gestante pode levar a um trabalho de parto prematuro e rotura prematura de membranas.

Tratamento:Abstinência Sexual; comprimidos ou cremes vaginais contendo: Metronidazol;Tinidazol; Secnidazol; Clotrinazol. Evite o uso de alcóol até 24h após o tratamento.Não pode ser usado durante a gravidez.



3) Tricomoníase

É causado pelo parasita Trichomonas vaginalis tendo transmissão principalmente sexual.

Geralmente há um corrimento esverdeado ou amarelado ; bolhoso e fétido.Também é acompanhado por ardor ao urinar; dor durante as relações e coceira.
Também pode ser tratado com: Metronidazol;Tinidazol; Secnidazol.


4)Cervicites

Geralmente é decorrente de infecção pelas bactérias Neisseria e Clamídia. O meio de transmissão é sexual.

O principal problema está nas sequelas como, aderências e infertilidade.

Geralmente a manifestação é um corrimento amarelado purulento com odor fétido associado a dores na pelve.Mas atenção, nem sempre o corrimento está presente!

O tratamento pode ser feito com penicilina; doxiciclina; tetraciclina e cloranfenicol.O parceiro também deve ser tratado.

5)Outras condições e corrimentos crônicos

Menopausa: neste caso a falta de hormônio pode causar um ressecamento que acarreta irritação genital e coceira. O uso de cremes vaginais contendo estrogênios pode prevenir este sintoma.

Uso de sabonetes: antibactericidas; antifúngicos; uso de espermicidas; cremes lubrificantes e protetores diários de calcinha também podem caudar irritação. Isto provoca ardor , vermelhidão e coceira local.


Como prevenir:


-usar sabonetes íntimos, evitar os sabonetes com creme hidradante, antibactericidas e antifúngicos.



-dar preferência a roupas leves, como de algodão e que não apertem.



-lavar roupas íntimas com sabão de coco ou neutro e evitar: amaciantes e água sanitária.



-não usar protetor diário


-não fazer lavagens contínuas e internas (duchas vaginais): podem agredir a região genital e tirar a proteção natural.


-dormir sem calcinha (para a pele da região respirar).


Estas informações tem o objetivo de ajudar na identificação e prevenção destas doenças. Então, procure seu médico para maiores esclarecimentos. O tratamento precoce tem impacto positivo na saúde de todas as mulheres.

Beijos e até a próxima

21 comentários:

ale e soffia disse...

Dra. Tenho essa candidiase com aspecto de leite coalhado. É super chato, pq por mais que eu nao queira usar o proptetor diario, impossivel, é muito expesso e teria que trocar a calcinha com frequencia. Ja tomei os comprimidos e usei nistatina mas nao vi resposta positiva, e sempre vem apos a menstruação!

erika disse...

Dra. há cerca de 2 meses notei que tenho um corrimento amarelo esverdeado com um odor horrivel. Depois do banho, quando chego ao meu local de trabalho, consigo sentir o cheiro e é muito desagradavel. É impossivel evitar a protecção diaria porque a calcinha ficaria mesmo completamente molhada. Curioso, esse fim de semana pela primeira vez, tive dores muito fortes na zona pelvica.
o que me aconselha a fazer?

Anônimo disse...

Dra. há cerca de 2 meses notei que tenho um corrimento amarelo esverdeado com um odor horrivel. Depois do banho, quando chego ao meu local de trabalho, consigo sentir o cheiro e é muito desagradavel. É impossivel evitar a protecção diaria porque a calcinha ficaria mesmo completamente molhada. Curioso, esse fim de semana pela primeira vez, tive dores muito fortes na zona pelvica.
o que me aconselha a fazer?

Janeliz disse...

Oi Soffia! Neste caso você deve procurar seu ginecologista. Se o corrimento é recorrente talvez o fator que o desencadeie ainda esteja presente, sendo assim, você trata mas, o estímulo continua então, o corrimento volta. Talvez seja o caso de fazer um tratamento para fortalecer sua imunidade ou equilibrar sua flora vaginal.

Janeliz disse...

Olá Erika, boa noite! Aconselho você procurar um ginecologista o mais breve possível. Só através de um exame físico será possível definir qual o tipo de corrimento e qual o melhor tratamento.

Anônimo disse...

tenho um corrimento com o odor forte,da p/ sentir atravez da rolpa...não tem cor é meio aquado...molha a calcinha sempre...
(não coça,nem fica avermelhado)quando a minha mestruação ta indo embora fede muito...
e de uns dias p/ ca,quando faço relação sangra um pouco(e sinto um pouco de dor na relação)...

mauricio disse...

Oi Drª, há uns 7 anos eu faço preventivo até mesmo c/ médicos diferentes e eles nunca curam o corrimento branco q eu tenho. E dessa última vez que eu fiz o preventivo, a minha médica disse que no meu preventivo continua dando inflamação de moderada intensidade mais sem atipias displasicas ou sinais de parasitismo viral. Ela diz que significa q a minha inflamação que não cura no momento não tem a ver c/ vírus ou bactérias e sim das defesas do meu próprio organismo até porque nos meus exames de sangue sempre constam que eu tenho uns 2600 a 2900 de leucócitos e isso tem feito com q eu tenha a imunidade baixa. O pior q a solução que ela "acha" q poderá curar esse meu corrimento é fazendo uma crioterapia q não é tão barato e eu não estou c/ dinheiro disponível p/ fazer isso...
O que eu devo fazer doutora? Eu não aguento mais procurar outros médicos. Nada resolve o meu problema. Eu penso que mesmo q eu faça essa crioterapia e der certo, o corrimento voltará já q a imunidade do meu corpo está baixa mesmo. Me dê uma ajuda doutora. Me diga o que pode ser isso. Se vc também acha q eu deveria tentar essa crioterapia...
Aguardo ANCIOSAMENTE se possível a sua resposta.
Muito obrigada pela atenção.
Boa noite.

Janeliz disse...

Oi anônimo! Gostaria de te ajudar com esta história, mas sem um exame físico não temos como saber se este corrimento é normal ou doença. Então vamos combinar que vc vai procurar um ginecologista rápidinho, ok?

Janeliz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Janeliz disse...

Em resposta a pergunta de Maurício: possivelmente a causa de seus corrimentos de repetição sejam realmente uma baixa resposta imune. O que vc tem feito para prevenir este corrimento? Deixa a vagina ventilar, troca de calcinha mais de uma vez ao dia? Faz uso de sabonete íntimo? Banho de assento? E sobre sua imunidade.. se alimenta corretamente? Dorme bem? e quanto aos fatores psicológicos- está passando por algum momento difícil? Pergunto tudo isto porque existem muitos tipos de tratamento mas se você não procurar descobrir os fatores desencadeantes-agravantes e tentar corrigí-los acho difícil um resultado duradouro.

Anônimo disse...

Dr estou com o vagina com um odor podre, o fedor passa ate para minhas roupas, muito corrimento, geralmente cor cinza e bem espesso, coceira, muita coceira. o que pode ser?

Anônimo disse...

Olá!Dra.gostaria de saber se o remédio Tinidazol,elimina o corrimeno causado por triconomas vaginais,obrigada.

Janeliz disse...

Sim, o tinidazol pode ser usado para tratar tricomonas (Geralmente 2 g em dose única). Não se esqueça de manter abstinência de álcool 72 horas após seu uso, ok?

Anônimo disse...

Olá Dr. faz umas semanas q venho tendo uns corrmimentos muito fortes (amarelo esverdeado), a vagina coça bastante e as vezes sangro nas relações sexuais e sinto umas ardências e dores no ato do sexo.Hoje, meu protetor logo após urinar apareceu um material estranho, como se fosse um pedaço de pele cortado e grosso, como se algum órgão meu tivesse se desfazendo e saindo na calcinha, fedia bastante, estou muito preocupada, principalmente por não ter um plano de saúde. Aguardo resposta.

Vany Lima disse...

Bom Dia Drª!
Muito legal seu blog mesmo!
Eu tenho uma dúvida e gosatria de saná-la contigo.
Em, março desse ano, eu coloquei o DIU.Um mês depois fiz uma eco para ver se estava no lugar, e descobri que não estava. Desde então estou com o DIU fora do lugar tendo relações com camisinha. Mas decidi tomar um anticomcepcional (Previate), isso vai fazer um mês. Tive ue tomá-lo no primeiro dia de minha menstruação. Assim o fiz, eu li na bula que ele corta o sangramento, e depois que eu terminar a cartela eu devo esperar uns dias pra que venha a menstrução e tal's. Mas assim que minha menstruação parou, uns 3 dias depois começou a vir um corrimento marrom,sem cheito, sem coçeira, e ele começou a aumentar, essa manhã, quando fui tomar banho, eu senti que pigou duas vezes na calcinha. Eu estou preocupada, pois é raro eu ter corrimento, pois sou bem higiênica, ñ tenho relação sem camisinha, mesmo tomando anticoncepcional. Será que pode ser pelo fato de eu ter interrompido a menstruação? "período menstrual não finalizado", ou uma ferida, ou até mesmo uma endometriose.

fico ansiosamente no aguardo de sua resposta!
Obrigada!

Janeliz disse...

Olá Vany!Provavelmente se esta secreção é escura, tipo borra de café, sem cheiro e apareceu na pausa de 7 dias sem o anticoncepcional, pode ficar tranquila porque se trata de sangramento menstrual.

Dj Rafinha disse...

Olá doutora, meus parabens pelo seu blog, é otimo....estou com um probleminha e gostaria de saber sua opnião.... ja nao tomo pilula a uns dois anos, e nao consigo engravidar, nao tive condiçoes ainda de ir ao ginicologista, mais da ultima vez que fui estava com um cisto bem pequeno, tomei os remedios necessarios, mais nao sei se ele realmente sumiu. E agora estou com um corrimento marron escuro sem odor, mais nao estou no dia de menstruar ainda pois so fazem quinze dias o que a senhora acha.... ? desde ja agradeço pela atenção

Kk disse...

Dra. sou virgem e minha menstrução está atrasada há dois meses e estou com um corrimrnto marromm que vem sempre acompanha de fortes dores pelvicas. Gostaria de saber o que pode ser esse corrimento

contatos disse...

Adorei seu blog. Nossa, acho que sanei minha duvida. Patricia

SuPai disse...

PArabens pelo seu blog

SuPai disse...

PArabens pelo seu blog