domingo, 23 de novembro de 2008

Nascendo uma mãe - "Antes que te conhecesse eu já te amava."

Sobre cosmiatria e gestação...
Durante a gravidez , ocorrem uma série de mudanças que provocam alterações normais ou patogênicas na pele. Hoje escrevo sobre estas alterações, como evitá-las, minimizá-las e os tratamentos indicados.

1) Melasma (cloasma gravídico)
Devido ao aumento da produção hormonal na gestação é comum o aparecimento de manchas escuras principalmente no rosto, local de maior exposição solar.
Como prevenir?

Em primeiro lugar, utilizar filtros solares ou bloqueadores solares com o uso de substâncias com fator de proteção solar (FPS) 15, diariamente. Deve ser aplicado cerca de duas vezes se a pessoa for pemanecer num local fechado e várias vezes se houver exposição solar direta.Recomenda-se aplicar cerca de 30 min antes da exposição.

Vale lembrar que os protetores com FPS maiores que 30 representam na gravidez exposição desnecessária e imprudente pois, possuem maior quantidade de substâncias químicas, sem aumento proporcional do fator de proteção a exposição solar.

Também deve ser usado proteção com roupas e objetos como chapéu, guarda sol etc. Os produtos de material sintético protegem mais do que o algodão.

Como tratar?

O tratamento de hiperpigmentação fácial é possível e deve ser realizado de preferência após o 5 mês de gestação.

Os produtos permitidos são: a hidroquinona com concentração entre 2% a 5%; ácido ascórbico(vitC); ácido kójico; ácido azelaico; alfa- hidroxiácidos(AHA) em concentração até 10% com PH 3,5 e cosmocaíne,derivado do germe do trigo.

Devem ser evitados retinóides e derivados, devido ao risco de causar mal formação fetal.

Peelings químicos, dermoabrasão e laser são alternativas seguras somente após o parto.


2) Estrias
Como as estrias ocorrem devido a hiperdistensão da pele, é fundamental evitar o ganho excessivo e abrupto de peso na gestação..O aumento do peso deve ser proporcional e equivalente a 1 kilo por mês.

É fundamental o uso de hidratantes. Estão liberados para as gestantes: alfa-hidroxiácidos; lactato de amônio 12%; silícios orgãnicos; fator natural de hidratação; uréia; ácido hialurônico; lipídeos como as ceramidas, fosfolipídeos, colesterol e ácidos graxos como a glicerina, o sorbitol e o propilenoglicol.

As formulações utilizadas para a prevenção de estrias são a base de ácido glicólico ou láctico até 12%,vitamina E ou óleos emolientes em concentrações elevadas como, por exemplo:óleos de amêndoas; maracujá; germen de trigo; semente de uva; rosa mosqueta; macadâmia;prímula e abricó.

Deve ser evitado o uso excessivo de sabonete e o banho com água muito quente.. Pode ser usado óleo no lugar dos sabonetes fazendo um enxague rápido secando levemente a pele com uma toalha macia.

Terapias coadjuvantes: vacuoterapia(estimula a circulação local e a neoformação de matriz conjuntiva dérmica) .
Se surgir uma coceira insuportável pode ser aplicado uma loção com emolientes e calmantes como a calamina (caladril) .

Após o parto e lactação amplia-se o arsenal terapêutico.



3) Acne
Cuidados com a pele: preferir bloqueadores solares livres de oléo (oil free), sabonetes suaves ou substâncias para limpeza facial livres de sabão.

Evitar uso de maquiagem.

O tratamento da acne deve ser feito de preferência fora do período gestacional.

É permitido o uso tópico (sobre a pele) de peróxido de benzoíla ou ácido azelaíco.

São contra indicados os retinódes(derivados da vitA) .

Se for necessário o uso de antibióticos, dar preferência: a eritromicina; penicilinas e cefalosporinas.Não pode ser usado: tetraciclina; doxiciclina; gentamicina; amicacina e antimicóticos, em geral.


3) unhas
Pode ser usado esmaltes, endurecedores de unha e removedores de esmalte.

Deve ser interrompido se apresentar alergia (dermatite de contato) não sendo uma doença prejudicial a gestação.

4) Cabelos
Um dos dilemas mais comuns das gestantes, pode ou não ser usado produtos químicos- tinturas, permanentes, alisamentos, xampus e condicionadores- nos cabelos?

Tinturas: podem causar mal formação produtos a base de fenilenodiamina, compostos de tolueno, aminoferol, resorcinol e acetato de chumbo. Embora ainda não existam estudos suficientes.
Excluindo os produtos acima citados, as tinturas podem ser aplicadas a partir de 20 semanas de gestação .
Permanentes e alisamentos: como não existem estudos conclusivos devem ser evitados.
Xampus e condicionadores são compostos por moléculas grandes incapazes de penetrar na pele sendo improvável causar algum efeito para o feto.
Mas, deve ser evitado: pantotenato de cálcio associado a queratina e cistina,devido ao possível efeito teratogênico, inclusive durante a amamentação.

É possível fazer uso de complexos de ação tônica e suplementos alimentares a base de vitaminas.

Queridas leitoras, estas informações enfatizam que é possível sim, ficar grávida e bela. Mas, de forma alguma substitui uma consulta médica. Então, procure seu médico para maiores esclarecimentos.

Beijos, com carinho

Um comentário:

José Vitor disse...

Adorei as explicações, Dra. Janeliz!